Lições do 6º ano para a economia de água

6 de Outubro de 2017

Todos nós sabemos que a água é essencial: todos os seres vivos precisam dela para a sua sobrevivência. Bem comum que deveria estar disponível para toda a humanidade, a água é motivo de preocupação em um mundo cada vez mais afetado pelas mudanças climáticas e com o aumento considerável do consumismo.

Neste bimestre, os alunos do 6º ano discutiram sobre a importância, o acesso no Brasil e no mundo, tratamento hídrico e formas práticas de economizar a água em casa, na agropecuária e na indústria. Para isso, a turma foi dividida em quatro grupos e, individualmente, cada aluno ficou responsável por realizar uma pesquisa de, no mínimo, três fontes confiáveis.

Todos os alunos apresentaram suas fontes e, após aprovação da pesquisa, seguiram para a elaboração de uma apresentação oral e visual para toda a turma. A avaliação foi feita a partir do trabalho em grupo (exposição e produção de PowerPoint ou Prezi, além de cartazes, maquete e materiais de divulgação dentro do nosso Colégio sobre a importância e conscientização da economia de água).

Nas fotos a seguir, temos os alunos apresentando seus trabalhos em sala. Parabéns, turma! Vocês são demais! 😀

 

Profª Carina Martins

 

 

Anúncios

Orientação Educacional e Assembleias

20 de Setembro de 2017

Este ano inserimos as Assembleias no Ensino Fundamental I e tem sido uma experiência enriquecedora, tanto para mim, como orientadora, quanto para os alunos. Podemos observar as percepções deles sobre o que está a sua volta, no trato com os colegas, docentes e funcionários do colégio.

Com o 1º ano, tratamos sobre as diferenças físicas e de personalidade. Entendo que precisamos ser tolerantes quando vivemos em sociedade, respeitar a opinião e diferenças que encontramos, pois somos seres únicos.

Durante o semestre, foi levantada uma questão no 2º ano, que acredito ter sido bem pertinente falarmos: preconceito racial. Assistimos um vídeo
(https://www.youtube.com/watch?v=OVhdHA-bG0k) Menina bonita do laço de fita, o qual ilustra de maneira lúdica que todos somos especiais independente da cor. Depois do vídeo, fizemos uma roda de conversa onde as crianças colocaram seu ponto de vista e mostraram que entenderam que não podemos ter preconceito e o quanto sofre quem é submetido a ele.

No 3º ano, trabalhamos o respeito mútuo dentro e fora da sala de aula e eles escolheram diversos temas como: ” Porque não podemos mascar chicletes na escola?” ” Por que não podemos trazer brinquedos todos os dias?” E, com isso, uma roda de conversa em que de maneira simples eles colocam seu ponto de vista. E onde eu explico também quando não é permitido e o porquê.

Ass 3º ano

Agora vamos ao 4º ano. Eles realizaram uma dinâmica onde, separados em grupos deveriam, responder questões e depois falávamos sobre o que cada um pensava sobre o assunto. Uma das questões era sobre menina jogar futebol e menino brincar de casinha. Será que um homem não pode lavar roupa e uma mulher não pode consertar um carro? Surgiram várias falas onde cada um foi respeitado pela sua opinião e outros refletiram e entenderam que não tem nada a ver com sexualidade. A intenção desta dinâmica foi trabalhar a questão de brincadeiras entre a turma onde xingamentos eram usados dentro deste contexto.

Ass 4º ano

O 5º ano sempre trata a questão do celular. Eles estão ansiosos para trazer o celular para o colégio. Os alunos questionaram muito sobre o por quê não poderiam começar este ano, e expliquei que as crianças menores veriam e teríamos que abrir o direito a todas elas, que por serem ainda pequenas poderiam danificar o aparelhou ou perdê lo.

Ass 5º ano

Já do 6º ao 9º ano tratamos especificamente da depressão. Com a onda do jogo Baleia Azul, abordamos tudo com muito cuidado e carinho, muitos alunos sentiram se a vontade para falar em particular e como sempre faço, deixo minha sala à disposição deles para que possam me procurar para que nós, como escola, possamos ajudar da melhor maneira. Foram distribuídos folhetos para eles e em casos mais específicos conversamos com os pais.

Ass Fund II

Termino com um texto que ilustra a minha postura com relação aos alunos.
O Jovem e as estrelas-do-mar

Numa praia tranquila, junto a uma colônia de pescadores, morava um escritor. Todas as manhãs ele ficava passeando pela praia, olhando as ondas. Assim ele se inspirava e, de tarde, ficava em casa escrevendo.

Um dia, caminhando pela areia, ele viu um vulto que parecia dançar. Chegou mais perto e viu que era um jovem, pegando na areia estrelas-do-mar, uma a uma, e jogando-as de volta ao oceano.

– E aí? – disse-lhe o jovem num sorriso, sem parar o que fazia.

– Por que você está fazendo isso? – perguntou o escritor, curioso.

– Não vê que maré baixou e o sol está brilhando forte? Se essas estrelas ficarem aqui na areia, vão secar no sol e morrer!

O escritor até que achou bonita a intenção do garoto, mas deu um sorriso cético e comentou:

– Só que existem milhares de quilômetros de praia por esse mundo afora, meu caro. Centenas de milhares de estrelas-do-mar devem estar espalhadas por todas essas praias, trazidas pelas ondas. Você aqui, jogando umas poucas de volta ao oceano, que diferença faz?

O jovem olhou para o escritor, pegou mais uma estrela na areia, jogou na água do mar, voltou a olhar para ele e disse:

– Pra essa, eu fiz diferença.

No dia seguinte, de manhãzinha, o escritor foi para a praia. O jovem pegava as primeiras ondas do dia. Juntos, com o sol ainda manso, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.

Fonte: A MAGIA DA COMUNICAÇÃO, Dr. LAIR RIBEIRO, Editora Moderna, São Paulo, 1997., pag.19/21.

Estrela do mar

Um grande abraço,

 

Vivian Henriques

Orientadora Educacional

Ballet Clássico

21 de Agosto de 2017

O Ballet Clássico proporciona ao estudante uma educação global, disciplina pessoal e apreciação pela música.

Os benefícios do treinamento de ballet são logo notados:

  • desenvolvimento de sociabilidade e novas amizades,
  • encorajamento da disciplina física e o controle e conhecimento do corpo,
  • inspira senso de confiança física e mental,
  • entendimento da relação música/ritmo/movimento controlado,
  • promove o conhecimento de outras formas de arte associadas ao ballet clássico,
  • ensina o gosto pelas artes cênicas.

Iniciamos nossas aulas com alongamento para aquecer e trabalhar a flexibilidade, passando para os exercícios de diagonal e centro. 

Os exercícios do ballet proporcionam o fortalecimento da musculatura, equilíbrio, força, coordenação motora, psicomotricidade, memorização, concentração e postura.

Sentir, perceber e conhecer o corpo e suas possibilidades de movimento e expressão : correr, saltar, rolar, esticar, girar, respirar… 

O desenvolvimento de uma criança é o resultado da interação do seu corpo com o meio em que vive e trabalhamos tudo isso de maneira lúdica, criativa, brincando e conscientizando o corpo.

“O corpo diz o que as palavras não podem dizer.” 
(Martha Graham)

“Antes que o homem aprenda a voar, é necessário ensiná-lo a andar, correr e dançar “

(Nietzsche)

“Toda bailaria pela vida vai levar sua doce sina de dançar “

 (Toquinho)

 

Baby Class – caminhando devagar, nas pontas dos pés e como um avião, como trabalho psicomotor.

 

Ballet Infantil I – Exercícios de barra (pliés, eleves e pontas), trabalhando a conscientização corporal, postura e equilíbrio.

 

Ballet Infanti II – Desenvolvendo flexibilidade e exercícios diagonais, trabalhando a postura e o equilíbrio.

 

Profª Paola

A importância da rotina

8 de Agosto de 2017

Durante as férias, nossos pequenos não perderam o hábito de sua rotina e seus momentos de brincar com a imaginação.

Todos os dias, eles tiveram momentos de brincadeiras livres onde puderam exercer a imaginação e o brincar. Através destes momentos, eles aprendem a experimentam o mundo, as possibilidades, sociabilizam, organizam as emoções e desenvolvem habilidades motoras e a linguagem.

 

Eles também mantiveram suas rotinas de horários, criando hábitos e organizando seu tempo. Através das rotinas, as crianças aprendem limites e dimensões, além de acalmar e reduzir as angústias e ansiedades do que irá realizar ao longo do dia.

 

Professora Ivy

Descobertas das Férias

31 de Julho de 2017

Nestas férias as crianças tiveram novas propostas de atividades que favoreceram a imaginação, instigando o raciocínio lógico e a capacidade de criação.

Utilizaram sempre que possível materiais recicláveis para produzirem jogos e brinquedos e estimulando assim a criatividade e a conscientização ambiental. Criaram também um jogo de dama, desenvolvendo o raciocínio lógico e estratégias.

A infância é uma fase de descobertas, assim, é imprescindível incentivar a curiosidade das crianças e as atividades de intervenções trabalham não somente a criatividade como também raciocínio lógico e capacidade motora.

Uma das atividades de intervenções realizada consistiu em desenvolver uma pintura de uma paisagem que estava ao redor dos alunos, para incitar a imaginação. Com a mesma atividade conseguimos trabalhar outros aspectos importantes para o desenvolvimento da criança, além da capacidade motora e lógica, e para isso colocamos a tela pendurada em uma corda fazendo com que cada um desenvolvesse sua própria estratégia para solucionar esse obstáculo, trabalhando a concentração e a percepção.

Com atividades supervisionadas que realizamos, nós educadores agimos como facilitadores do processo de aprendizagem propiciamos situações que estimulam a autonomia de cada um no intuito de criar uma ponte entre a criança e o conhecimento.

Trabalhamos com as crianças desde pequenos com jogos matemáticos como meio de solucionar situações problemas onde as crianças desenvolvem o raciocínio lógico, como jogos de tabuleiros, que estimulam criar estratégia e socialização, dominó, bem como quebra cabeça, jogo da memória, para desenvolver a criticidade e a imaginação, jogos de bingo de números que faz com que as crianças possam reconhecer os números e não apenas saber a récita deles e também propomos o bingo de nomes (pessoas, frutas/frutos, animais, etc.) do mesmo campo semântico, para que as crianças se apropriem do sistema de escrita e façam o reconhecimento das letras, acrescentando mais palavras em seu vocabulário, fazendo com que as crianças tenham uma aprendizagem significativa.

 

Professora Lislie

Inglês na Educação Infantil

17 de Maio de 2017

Os alunos da Educação Infantil adoram as aulas de inglês! Elas são divertidas e sempre dadas com músicas, brincadeiras e muitas cores…

As crianças fazem assimilação de um novo idioma e de novas culturas com mais facilidade de forma  natural, assim o desenvolvimento e exploração deste novo vocabulário amplia novos horizontes aos nossos pequenos.

Essa iniciação em outro idioma de forma lúdica faz com que nossas crianças se apropriem da língua inglesa, ao cantar e dançar, entrar em contato com as cores ao falar delas, facilitando a aprendizagem, como ocorreu na atividade mostrada ao final, onde eles pintaram uma lista de cores e tiveram que pensar na forma da leitura do nome das cores.

A leitura e escrita em inglês não são muito exploradas neste momento para que as crianças não se confundam, pois, estão no processo de iniciação na alfabetização da língua portuguesa.

As crianças são incríveis e aqui no Colégio Interativo! Sempre permitimos que elas explorem e mostrem tudo que são capazes.

Criatividade em Ação!

2 de Maio de 2017

Durante esse bimestre, no decorrer das aulas de Educação Física, os alunos do Fundamental II puderam colocar sua imaginação e criatividade em ação, através de criação de jogos cooperativos, coreografias de ritmos musicais diferentes e apresentações de ginástica com fita, criadas pelos próprios alunos.

Vale lembrar que atividades como essas, desenvolvem atitudes criativas com liberdade, independência e responsabilidade. Já a imaginação e a criatividade juntas são motivacionais, pois estimulam as diversas habilidades da criança, proporcionando aulas mais dinâmicas, interessantes e cooperativas.

Para alguns alunos foi um desafio, pois a criatividade às vezes não está presente no nosso cotidiano, tornando-a um assunto complexo e difícil de ser executado, mas todos estavam empenhados em participar e ajudar o grupo. Assim, o resultado não poderia ser diferente: as aulas foram super proveitosas, com jogos incríveis e apresentações belíssimas!

Estão todos de parabéns!

Profª Natália.

Cinema e História: Análise Sobre a Primeira Guerra a Partir de Filmes

7 de Abril de 2017

O uso de filmes nas aulas de História representa uma grande oportunidade para trabalhar o senso crítico do aluno. Neste bimestre, a Primeira Guerra Mundial foi estudada a partir de quatro filmes: “O Grande Ditador” (1940), “Lawrence da Arábia” (1962), “Lendas da Paixão” (1994) e “Cavalo de Guerra” (2011).

Desta forma a turma do 9º ano foi dividida em quatro grupos para que cada um pudesse assistir, analisar e escrever sobre o filme de sua responsabilidade, relacionando-o ao período estudado.

“O Grande Ditador” é uma das grandes obras do cinema do século XX. Escrito, dirigido e estrelado por Charles Chaplin, este filme foi analisado pelos alunos Anderson Bueno e Arthur Rosendo:

“O filme ‘O Grande Ditador’, relata acontecimentos sobre a guerra e demonstram de maneira engraçada a realidade daquela época. Nesta obra, o ator Charlie Chaplin interpreta dois personagens idênticos, porém em situações opostas: o primeiro AdenoidHynkel, o grande ditador da Tomânia, que é um homem preconceituoso onde idealiza que só existiria mundo utópico sem negros e judeus. Já o outro é um barbeiro de judeus de nome Carlitos, que esteve presente na guerra e sofreu um acidente ajudando um amigo de Hynkel. Este é um personagem totalmente atrapalhado como a maioria dos personagens de Chaplin.

O filme moo grande ditador filme.jpgstra também os armamentos nunca usados antes em outras guerras. Neste sentido, o personagem Carlitos sofre um acidente em uma batalha, pois não sabia usar os equipamentos e armamentos utilizados e se perdia a cada ordem do comandante.

Apesar de Charlie Chaplin interpretar dois personagens no filme, não conseguimos enxergar ou confundir os dois personagens, pois são totalmente distintos um do outro (…). O Grande Ditador é, ao mesmo tempo, uma das melhores comédias de Chaplin e um manifesto pacifista” (Disponível em http://nossointerativo.blogspot.com.br/2017/03/filme-o-grande-ditador-arthur-e.html)

 

“Lawrence da Arábia” também é um grande clássico do cinema e foi analisado pelos alunos Ágatha Mendes, Danilo Bressan e Thomas Ulrich:

“O longa metragem ‘Lawrence da Arábia’ de 1962 do diretor David Lean conta a história de T.E. Lawrence, um oficial militar britânico do período chamado revolta árabe período que o consagrou como um herói para todo o mundo.

Em 1935, qulawrence da arábia.jpgando pilotava sua motocicleta, T.E.Lawrence (Peter O’Toole) morre em um acidente e, em seu funeral, é lembrado de várias formas. Deste momento em diante, em flashback, conhecemos a história de um tenente do Exército Inglês no Norte da África, que durante a 1ª Guerra Mundial, fica insatisfeito em colorir mapas, e aceita uma missão como observador na atual Arábia Saudita e acaba colaborando de forma decisiva para a união das tribos árabes contra os turcos. (…) O filme soube muito bem produzir suas cenas,
afinal em nem um momento foi usada a computação gráfica (…). (Disponível em http://nossointerativo.blogspot.com.br/2017/03/filme-lawrence-da-arabia-danilothomas-e_22.html)
Já as alunas Lívia Tatari, Lorrane Fernandes e Mariana Rizzieri analisaram o filme “Lendas da Paixão”:

“O filme se passa em um rancho afastado da cidade. O Coronel Ludlow mora com seus três filhos, o mais velho Alfred Ludlow que não leva a sério as crenças do pai, o do meio Tristan Ludlow, que é o filho preferido por levar a sério  as crenças do pai e por se relacionar com os índios desde cedo, e o mais novo Samuel Ludlow que é o mais inseguro por ser menor e pelos irmãos viverem protegendo-o do mundo. O tempo passa e os meninos crescem, Samuel o mais novo, fica noivo de uma moça muito bonita que mora na cidade, SusannahFincannon. Ele leva ela para a fazenda para apresentá-la para seu pai e seus irmãos e para passar um tempo com eles, mas só tem um problema: a bela moça traz um sentimento novo à vida dos irmãos, que pode gerar uma futu
ra briga entre eles.

(…) ‘Lendaslendas da paixão.jpg da Paixão’ tem uma relação muito grande com a Primeira Guerra Mundial que se passa na época do conflito onde o irmão mais novo de três irmãos, Samuel, se alista para a guerra.

Abrangendo a realidade da guerra, muitos homens (entre eles, jovens) morriam, deixando seus familiares desolados e alguns, como o caso demonstrado no filme, ficavam loucos. Assim como o filme, a Lei Seca trouxe a proibição da comercialização e exportação de bebidas alcoólicas, dada no filme como uma necessidade prescrita pelo Coronel, pai de Tristan.

A frase que marca o filme é uma frase que aparece logo no início: “Algumas pessoas ouvem suas próprias vozes interiores e vivem de acordo com o que ouvem… essas pessoas se tornam loucas ou lendas”. (Disponível em http://nossointerativo.blogspot.com.br/2017/03/filme-lendas-da-paixao.html)

Por fim, o filme mais atual, “Cavalo de Guerra”, foi analisado por Guilherme Silva, Karilene Ferreira e Paulo Pantaleão:

“O filme conta a história de um cavalo, durante a Primeira Guerra Mundial, mostrando-o desde de seu nascimento até sua idade adulta: ele nasce na Inglaterra quando logo é leiloado – no leilão foi dispu
tado por dois rivais no qual um é o dono de uma propriedade e o outro é o inquilino dessa propriedade. O inquilino consegue o cavalo mas fica sem dinheiro para pagar o aluguel, ele implora para aumentar seu prazo de pagamento. Ele consegue aumentar seu prazo porém é obrigado a colocar o pequeno cavalo para trabalhar, apesar disso seu filho se oferece para treinar o cavalo.

cavalo de guerra filme.jpeg
Após algum tempo o exército é convocado para o início da guerra, e o cavalo já treinado e crescido é levado para a guerra, mas o sargento que o levou garantiu para o dono que cuidaria muito bem dele pois seria sua própria montaria, mas após o primeiro ataque do exército eles são pegos de surpresa e o cavalo se perde, para saber o que acontece depois terá que assistir o filme (tem no youtube!).

O filme retrata muito como as pessoas reagiram antes e depois da guerra e como ela foi uma evolução em relação à tecnologia de armas pois o primeiro ataque dos ingleses foi feito com cavalos e espadas e por isso são surpreendidos com armas de fogo de alto calibre e metralhadoras.

Podemos perceber a mudança de fases da guerra no filme, onde no começo é a guerra de movimento, onde tropas se deslocavam até as fronteiras dos países inimigos, e do meio para o final é a famosa guerra de trincheiras, onde os soldados cavavam valas onde lutavam entrincheirados para se proteger dos ataques inimigos. A obra mostra a aliança entre os ingleses e franceses principais ganhadores do conflito (…).

(…) Algo incômodo no filme foi a representação dos soldados alemães como malvados, sem alma e sem coração e a dos soldados ingleses como bonzinhos, fiéis e “alegres”, pois os ingleses não eram totalmente bonzinhos e os alemães não eram tão ruins, e soldados só defendiam sua nação. Mas isso não estraga o filme, pois ainda sim é um muito bom e representa bem a época”. (Disponível em http://nossointerativo.blogspot.com.br/2017/03/filme-cavalo-de-guerra-paulo-karilene-e.html).

Após a publicação no Blog, discutimos as principais causas, processo e consequências da Primeira Guerra Mundial, buscando relacionar às narrativas de cada filme analisado.  Todos os textos citados aqui estão disponíveis integralmente no Blog dos Alunos: www.nossointerativo.blogspot.com.br (aguardamos sua visita!).

 

Trailers dos filmes:

 

“O Grande Ditador”: https://www.youtube.com/watch?v=AUWcT75iKDE

“Lawrence da Arábia”: https://www.youtube.com/watch?v=zSfE5TiyPd8

“Lendas da Paixão”: https://www.youtube.com/watch?v=DsNkGwxbbtw

“Cavalo de Guerra”: https://www.youtube.com/watch?v=FS3Waptur6g

 

Profª Carina Martins

Conhecendo o espaço!

3 de Abril de 2017

O Grupo 4 está conhecendo o espaço!

Enquanto a criança brinca, sua consciência corporal é ampliada e os sentidos são explorados, sendo momentos importantíssimos para a aprendizagem e desenvolvimentos dos nossos pequenos.

Os alunos foram convidados a deitar de barriga para cima e observar o céu, contando para todos o que estavam vendo: as cores, as nuvens… Em seguida, sentamos em círculo para conversar sobre essa observação e registramos com tinta guache, assim conhecemos, por exemplo, as diferenças entre o dia e a noite.

Em outro momento, conversamos sobre a visita à lua e conhecimento dos astronautas, fizemos uma pesquisa para saber quais bichos, além do homem, já foram à lua.

A partir dessa conversa confeccionamos uma espaçonave para uma divertida viagem à lua.

O Mundo Maravilhoso de Tim Burton

30 de Março de 2017

O projeto “O Mundo Maravilhoso de Tim Burton” começou a ser desenvolvido no início do 1º bimestre deste ano com o objetivo de expor para as crianças do fundamental II (6º ao 9º ano) o trabalho criativo de Tim Burton e apresentar desenhos da primeira infância até a carreira consolidada como diretor.

Após ser feita essa apresentação, os alunos tiveram um contato maior com um personagem muito querido de Tim; Jack Skellington de “O estranho mundo de Jack”. A escolha desse filme foi feita por se tratar de um roteiro que mistura Halloween e Natal com origem em um poema escrito por Tim Burton em 1982. A animação foi lançada em 29 de outubro de 1993 nos cinemas estadunidenses e rapidamente ganhou as bilheterias de vários países.

Desde que estreou, O Estranho Mundo de Jack tem sido umas das clássicas animações da Disney. Tim Burton, nome por trás da produção, guiou o filme para a fama que perdura após 23 anos do seu lançamento, se destacando como um dos produtos da cultura pop. Essa maravilhosa animação foi nomeada para o Oscar de melhores efeitos especiais de 1994 e ganhou o prémio Saturno de melhor filme de fantasia e de melhor música.

Tendo como base essa extraordinária criação de Burton as crianças realizaram alguns trabalhos conciliando com as aprendizagens adquiridas do conteúdo de língua portuguesa com base em alguns gêneros textuais como tirinhas, história em quadrinhos e cartazes e para ilustrar ainda mais alguns alunos produziram belíssimas miniaturas com a orientação do nosso professor de artes, Robson.

Algumas camisetas foram especialmente confeccionadas para que esse projeto possa ficar guardado na memória de nossas crianças.

Professora Angélica.